domingo, 18 de fevereiro de 2018

PASEC DEFENDE A IMPORTÂNCIA DO CONCEITO DE PROTAGONISMO JUVENIL

Momento de partilha com o público da mensagem relativa ao Protagonismo Juvenil 2

A PASEC, no passado dia 17 fevereiro perante centenas de pessoas em evento público de intervenção cultural por parte das suas Companhias de Dança e Teatro da PASEC, fez questão de reforçar a mensagem da importância do conceito de Protagonismo Juvenil.

No âmbito do Projeto Be a Pro, apoiado pelo Programa Erasmus + da União Europeia, o Secretário Geral da PASEC, Abraão Costa, utilizou o evento como forma de dar a conhecer aquele que é um dos desígnios da organização. Defendeu que no dias que correm, mais importante que promover a participação, é fundamental dar aos jovens instrumentos que os responsabilizem pelas suas ações e, ao mesmo tempo, lhes permitam se realizarem e fazerem a diferença nas suas comunidades e no mundo global.

Na base desta reflexão esteve o projeto Be a Pro que visou refletir, aprofundar e partilhar experiências relacionadas com as dinâmicas de Protagonismo Juvenil a partir do slogan “Jovens que participam e decidem”. O projeto permitiu dar corpo a um conjunto de instrumentos que ajudarão a dar forma a uma reflexão mais alargada sobre o conceito de protagonismo juvenil em Portugal. Com o Be a Pro foi possível:

- Elaborar e apresentar em diálogo estruturados com os decisores políticos um “Plano Estratégico para a Promoção do Protagonismo Juvenil em Portugal”, com cinco áreas temáticas concretas: Educação, Política, Ambiente, Cultura e Problemáticas Sociais.

- Refletir e elaborar a “Carta Magna do Protagonista Juvenil”, com os direitos, deveres, áreas de atuação e campos de oportunidade do Protagonista Juvenil com o contributo dos decisores políticos, dando um primeiro passo no sentido de criar um Estatuto do Protagonista Juvenil e Organizações Promotoras do Protagonismo Juvenil enquanto instrumento político e social, tendo por base o modelo da Escada da Participação Juvenil

- Dar aos jovens em situação desfavorável, e ainda assim, líderes de comunidades juvenis, a oportunidade de, com base nas suas vivências, desenvolverem as suas competências de gestão de dinâmicas e processos de promoção do Protagonismo Juvenil.

- Trazer para o debate em torno das Políticas de Juventude a participação dos jovens nos partidos políticos e sistema político e a importância da promoção do Protagonismo Juvenil enquanto prioridade em Portugal e na Europa como modelo potenciador de um Desenvolvimento Sustentável a longo prazo.

De salientar que o projeto Be a Pro foi considerado pela União Europeia, através do Programa Erasmus +, projeto inspirador da União Europeia 2016.

”SOMOS RESPONSÁVEIS POR AQUILO QUE CONSEGUIMOS CATIVAR” – UMA DAS PRINCIPAIS CONCLUSÕES DA ASSEMBLEIA INTERNACIONAL JUVENIL 2017 ORGANIZADA PELA PASEC


1514905201e1434f3cca65755d5cc0074805c0bd22
A PASEC organizou pela oitava vez a Assembleia Internacional Juvenil, desta vez na versão 2017. Tendo como tema de partida “SER – Submundos e Realidades”, este encontro internacional de jovens fez sobressair duas ideias importantes: que nós, agentes sociais e comunitários “somos responsáveis por aquilo que conseguimos cativar”; e que o projeto de vida de cada um deve assentar num compromisso coletivo que possibilite a cada um, nomeadamente os jovens, possam atingir todo o seu potencial.

A última etapa de trabalho teve lugar entre as cidades de Bragança e Guimarães e contou com a participação de 35 delegados jovens eleitos. A Assembleia Internacional Juvenil 2017 teve por base o projeto europeu SER, apoiado pelo Programa Erasmus + da União Europeia e teve como principais parceiros organizações da Alemanha e Luxemburgo. Este trabalho foi complementado com ações em Itália e Turquia.

A AIJ 2017 através do projeto SER conheceu várias etapas. Uma das suas principais ações passou pela promoção do uso das novas tecnologias de comunicação e informação como forma de capacitação e inclusão de jovens com comportamentos compulsivos, envolvendo estes como mediadores de um processo de aprendizagem junto de jovens com necessidades especiais ou vítimas de exclusão, ao mesmo tempo que embarcavam num processo de reflexão sobre os seus comportamentos e como os mediar. Outros dos objetivos centrais da AIJ 2017 – Projeto SER foram o desenvolvimento de novas metodologias de educação não formal no que toca ao combate a comportamentos aditivos com a tecnologia, capacitar os jovens participantes deste projeto a desenvolver ferramentas de autoanálise e pensamento crítico que lhes permitissem progredir ao nível das suas competências de envolvimento social e capacitar trabalhadores de juventude no seu trabalho com jovens em risco de exclusão.

PASEC HÁ DEZ ANOS EM ITÁLIA

Comitiva portuguesa e italiana no municipio de Cunardo

Teve lugar entre 7 e 11 de Dezembro a segunda etapa da Assembleia Internacional Juvenil 2017, desta vez em Varese e Como, Itália. Tendo por base o tema do “Protagonismo Juvenil e os Submundos que o futuro guarda…”, esta foi mais uma fase daquela que é um das grandes atividades organizadas pela PASEC à escala internacional. Ao mesmo tempo, o evento serviu para comemorar os dez anos da PASEC em Itália, onde de forma consolidada, tem atuado na zona da Lombardia, sobretudo a partir da parceria com a Cooperativa Social TOTEM.

No dia 7 as comitivas portuguesa e italiana foram recebidos no Município de Cunardo. Seguiu-se a este momento de diálogo estruturado com os decisores políticos da região uma conferência com os responsáveis da Fundação Obama em Itália e da Escola Política de Bruxelas.

No dia 8 os trabalhos tiveram lugar em Como. Foi também a altura para conhecer a realidade natalícia da região e perceber um pouco melhor a realidade do protagonismo juvenil em Itália.

No dia 9 teve lugar uma das principais iniciativas da Assembleia Internacional Juvenil deste ano, o evento TAC Talent. Este certame constou de uma apresentação artística das principais realidades dos jovens italianos e portugueses. O evento envolveu mais de 200 pessoas.

Nos dias 10 e 11 tiveram lugar os contactos bilaterais entre os vários parceiros organizadores da Assembleia Internacional Juvenil 2017 com momentos de debate, formação e visita às instituições locais.

Por fim foram comemorados os 10 anos da PASEC em Itália e lançado o programa final da AIJ em Portugal que terá lugar em Bragança, entre os dias 26 de dezembro de 2017 e 7 de janeiro de 2018. O tema principal será “SER – Submundos e Realidades”.

AIJ 2017 ORGANIZADO PELA PASEC DISCUTE “SUBMUNDOS E REALIDADES”

Participantes da AIJ Turquia em Kastamonu2

A PASEC apresentou a Assembleia Internacional Juvenil 2017 no passado dia 2 de dezembro na Casa das Ideias perante as mais de três dezenas de jovens delegados eleitos. Tendo como tema de fundo “SER – Submundos e Realidades”, a AIJ 2017, organizada pela PASEC com o suporte do programa Erasmus + da União Europeia e Clube UNESCO de Famalicão, o evento deste ano tem várias etapas. A primeira etapa teve lugar na Turquia, em Kastamonu, tendo por base o Empreendedorismo Ecológico e os desafios dos jovens para séc. XXI com base nas alterações climáticas. A segunda etapa será em Itália, Varese e a terceira será em Portugal, Bragança.

No seu processo preparatório foram mais de 1300 os jovens envolvidos nas reflexões de preparação, distribuídos por mais de 120 grupos juvenis de capacitação de Portugal, Alemanha, Luxemburgo, Turquia e Itália. Só em Portugal forma mais de 620 que levaram à eleição de mais de trinta delegados.

Por sua vez, na base da Assembleia Internacional Juvenil 2017, está o projeto europeu SER. Este projeto é uma resposta para dois tipos de grupos diferentes. Um grupo de jovens em exclusão, ou com necessidades especiais, que sofrem de um claro problema de Iliteracia Digital, e um outro grupo de jovens que desenvolveram uma clara dependência da internet e das novas tecnologias. Neste contexto, o projeto SER pretende estudar e fomentar o uso das novas tecnologias de comunicação e informação como parte da solução.

Outros dos objetivos passam pelo desenvolvimento de novas metodologias de educação não formal no que toca ao combate a comportamentos aditivos com a tecnologia e capacitar os jovens participantes do projeto a desenvolver ferramentas de autoanálise e pensamento crítico que os permitam readquirir competência ao nível do envolvimento social e capacitação para socialização e intervenção nas suas comunidades de pertença.

PASEC, ÚNICA ORGANIZAÇÃO PORTUGUESA DISTINGUIDA PELA UNIÃO EUROPEIA COMO PROJETO INSPIRADOR E MELHOR BOA PRÁTICA

IMG 7033

A PASEC foi a única organização portuguesa a ser distinguida pela União Europeia, através do Programa Erasmus +, como projeto inspirador 2017 e ao mesmo tempo melhor boa prática na área de projetos de inovação e cooperação.

Perante um auditório da Fundação Bissaya Barreto em Coimbra repleto, coube ao Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Dr. João Rebelo entregar os galardões à PASEC.

O prémio como projeto inspirador 2017 foi para a PASEC Underground, premiando o trabalho da PASEC no contexto europeu em contextos de risco, nomeadamente em bairros sociais. A PASEC Underground centra a sua ação em 5 concelhos de 3 países, permitindo oportunidades de capacitação, formação e inclusão inteligente a mais de 300 jovens entre os 14 e os 30 anos.

O prémio de melhor boa prática na área de projetos de inovação e cooperação foi para a PASEC Advantage. A PASEC Advantage é a área de intervenção da PASEC totalmente dedicada a pessoas com necessidades educativas especiais, nomeadamente os jovens. Coordenada por Sara Gomes, tem o apoio do Programa Erasmus + e estende-se a Itália e Eslováquia.

A PASEC Advantage tem como objetivo central promover o protagonismo do jovem e adulto com necessidades especiais (jovens ou adultos portadores de deficiência, jovens ou adultos com necessidades educativas especiais e jovens ou adultos com deficiência social) através da promoção de estratégias pedagógicas, comunicacionais e estruturais inovadoras e flexíveis que facilitem o seu ingresso no mercado de trabalho, o acesso a oportunidades de formação ou requalificação profissional ou simplesmente melhorem o seu quadro de competências enquanto atores sociais e cidadãos ativos no contexto europeu.

Durante a sessão, que contou ainda com Secretária de Estado da Ciência e Ensino Superior, Prof. Fernanda Rollo, foi passado um pequeno documentário alusivo ao trabalho da PASEC no seu contexto real. Por fim, foi lançado também uma brochura alusiva aos melhores projetos com destaque para os projetos da PASEC, nomeadamente a PASEC Advantage.

FJI 2017 DA PASEC JUNTA CENTENAS “À VOLTA DA GEOGRAFIA DAS EMOÇÕES”

Parte dos Participantes da Feira de Jogos Intercultural

A PASEC organizou uma vez mais a Feira de Jogos Intercultural. Perante mais de duzentas crianças e jovens no Parque da Devesa em Famalicão, o evento deste ano teve como tema “Á volta da Geografia das emoções”. A experiência passou por recordar momentos chave da história de países como a Turquia, Espanha, Lituânia, Portugal e Itália relacionados com as suas revoluções através de jogos gigantes. 

Apoiado pelo Projeto Geo, suportado pelo Programa Erasmus + da União Europeia, a Feira de Jogos deste ano teve um caráter internacional com organização em simultâneo em Itália, Espanha e Turquia, chegando a mais 850 pessoas. Durante a abertura da Feira o Diretor do Programa Erasmus +, Dr. Pedro Soares, fez questão de lembrar que a PASEC e o Projeto Geo foram capazes de criar respostas inovadoras e inclusivas que dão respostas a centenas de jovens.

Numa altura em que comemora os 15 anos, o evento serviu também para recordar alguns dos melhores momentos da organização. Numa fase inicial tiveram lugar vários momentos artísticos. Atuou a Companhia de Dança e Expressão Corporal da PASEC “Arena”, atuou a Companhia de Teatro da PASEC, os ADN, turma 3, e ainda a Companhia de Percussão da PASEC “2.90”. 

Em seguida a Presidente da PASEC, Susana Paiva, deu as boas vindas a todos os presentes. Em seguida a Vereadora da Juventude do Município de Famalicão, Dra. Sofia Fernandes, lembrou a PASEC como polo de inovação social que hoje desenvolve um trabalho à escala nacional e internacional, recordando o apoio do Município de Famalicão às iniciativas da PASEC. Por sua vez, o Dr. Vítor Dias, Diretor do Instituto Português do Desporto e Juventude, deu os parabéns à PASEC pelos seus 15 anos e afirmou a PASEC como um exemplo a replicar. Num discurso emocionado, recordou a PASEC como “casa de emoções e humanidade”, focando que estes são os exemplo que o mundo de hoje precisa.

Seguiram-se os jogos propriamente ditos. A Feira contou com 7 postos e sete equipas em competição. Os jogos foram concebidos pelos próprios participantes nas semanas que antecederam o evento, tendo para o efeito levado a cabo um processo de investigação-ação que envolveu toda a comunidade.

”PASEC, 15 ANOS À FRENTE DO SEU TEMPO”

Parte da Equipa de Animadores da PASEC

Durante o evento relativo ao arranque das comemorações dos 15 anos da PASEC, que teve lugar na tarde do dia 6 de Outubro, numa Casa das Ideias repleta, a Presidente da PASEC, Susana Paiva, destacou “que a PASEC durante estes quinze anos foi uma organização à frente do seu tempo”. Susana Paiva relembrou as várias dezenas de distinções nacionais e internacionais ganhas pela organização no âmbito da inovação social, os milhares de jovens com quem a PASEC opera numa base semanal e os eventos PASEC que ganharam vida própria e uma dimensão inesperada, citando exemplos como a Assembleia Internacional Juvenil, o Anima, Encontro Internacional de Animação Sociocultural ou os GeoCamps, campos de trabalho internacionais organizados nos cinco continentes.

Por sua vez, o Secretário Geral da organização, Abraão Costa lembrou algumas das pessoas mais importantes que passaram pela organização e momentos chave que marcaram a vida PASEC. Citou a criação da Rede Internacional de Grupos Informais, PASEC In Group, a inauguração do espaço sede da PASEC, a Casa das Ideias e as suas múltiplas valências, e ainda o nascimento da PASEC Advantage, vocacionado para os jovens e adultos com necessidades especiais.

Por fim, o Presidente da Assembleia Geral da PASEC, Nuno Simões, relembrou a metodologia de formação e ação da organização, a Simbologia Grupal, como a essência da organização, não só por ser um método inovador, mas por ser a marca mais distintiva de todo o trabalho PASEC.

A comemoração dos quinze anos PASEC durará dez meses e contará com mais de 30 eventos que envolverão uma estimativa de cinco mil pessoas. Passarão por encontros internacionais, espetáculos, eventos multiplicadores e um Road-Show que passará por todo o Portugal Continental e Ilhas.

PASEC ENVOLVE CENTENAS DE PARTICIPANTES DE 5 PAÍSES NO GEO CAMP 2017

Participantes da Atividade em Foz Côa
A PASEC organizou mais uma vez o Geo Camp, desta vez na sua versão 2017, envolvendo 118 participantes de Portugal, Espanha, Lituânia, Turquia e Itália. O Geo Camp incluiu uma série de seminários internacionais entre Portugal e Espanha com especial relevância para as atividades em solo espanhol. As atividades passaram por Famalicão, Foz Côa, Torres de Moncorvo, Cangas de Ônis, Cain e Madrid (estas três últimas localidades em Espanha).

A partir dos métodos de “Mestre e Aprendiz” e “Simbologia Grupal” o tema integrador do Geo Camp 2017 foi sobre Desporto de Natureza e os novos modelos de inclusão através do Desporto, recorrendo aos melhores exemplos europeus. O ponto de partida foi através de dinâmicas assentes no Pedestrianismo, Arvorismo e Geocashing e os seus benefícios.

O Geo Camp, uma das principais atividades organizadas pela PASEC, está integrado no projeto Geo, apoiado pela União Europeia através do Programa Erasmus +.

O Geo procura, entre outros, em vez dos tradicionais desportos coletivos como são o futebol ou o basquetebol, dar uma resposta diferenciada ao individuo colocando-o no centro do processo de decisão grupal através do recurso aos novos desportos de natureza (desconhecidos do grande público), através do recurso a soluções de desporto adaptado centrados na autonomia do individuo e através de eventos e dinâmicas de prática desportiva diretamente ligadas à vida da comunidade.

O projeto deu origem à PASEC Geo, que juntamente com o trabalho desenvolvido com os seus parceiros, é reconhecida como uma rede europeia de soluções inovadoras de desporto inclusivo de combate aos fenómenos de extrema exclusão social através de uma resposta integrada de alcance europeu que encontra nos desportos de natureza, desporto adaptado e dinâmicas de desporto comunitário, respostas sociais inteligentes de inclusão e integração social para comunidades com populações em risco de pobreza extrema, portadores de deficiência e franjas da população vítimas do desemprego ou fenómenos raciais.

O Geo Camp pretendeu ser um evento de alcance europeu, com ampla divulgação centrado na reflexão, partilha de boas práticas e bons exemplos de prática desportiva. Envolvendo os decisores políticos e especialistas europeus em desporto adptado e desportos de natureza.

domingo, 3 de dezembro de 2017

"A ECONOMIA AO SERVIÇO DA COMUNIDADE É A CHAVE PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL” - CONCLUSÃO DO IN GROUP SURVIVAL CAMP DA PASEC

Jovens delegados participantes no In Group Survival Camp

“A Economia ao serviço da Comunidade é a chave para o desenvolvimento sustentável” foi a grande conclusão do “In Group International Survival Camp” da PASEC que envolveu 40 jovens eleitos ao longo de dez dias por terra dos Gerês e Famalicão. Nos últimos dois dias do evento participaram mais de 200 jovens e adultos em eventos de disseminação que terminaram na Escola Secundária Camilo Castelo Branco através de conferências e espetáculos aberto a toda a comunidade. O evento final contou com a participação do Diretor do Instituto Português do Desporto e Juventude, Dr. Vitor Dias e da Dra. Sandra Silva, coordenadora da Casa da Juventude do Município de Famalicão.

O In Group Survival Camp, já na sua 6 edição, esteve integrado no Projeto In Group, apoiado pelo Programa Erasmus + da União Europeia. O objetivo central do In Group passava por promover um novo modelo de Pedagogia Participativa e Colaborativa como forma de capacitar para a participação cidadã os jovens trabalhadores em situação de precaridade e jovens desempregados de longa duração que, devido à desregulação do mercado de trabalho, estão completamente afastados das plataforma de participação e envolvimento juvenil no campo político, social e comunitário. Por outro lado pretendeu capacitar os Técnicos de Juventude e Agentes Educativos que trabalham com estes jovens ao nível deste novo modelo pedagógico, o primeiro modelo pedagógico de envolvimento juvenil centrado nos indicadores FIB (Felicidade Interna Bruta) tendo como ponto de partida a Quarta Revolução Industrial.

Este novo modelo de inclusão e envolvimento juvenil (para um público juvenil ausente das atuais plataformas de participação cidadã) articula e faz a ponte entre os conceitos de Economia e Comunidade, assente em processos promotores de uma participação juvenil orientada para emancipação, cidadania e combate à exclusão por via da desregulação do mercado laboral. Tudo isto através do trabalho em rede assente na estrutura de grupos informais juvenis de intervenção local e redes de parceria promotoras de atitudes amigas do emprego. O In Group apresentou ainda como prioridades a promoção do diálogo intercultural e a defesa dos direitos de participação juvenil dos jovens trabalhadores e em situação de desemprego prolongado. O projeto envolveu parceiros polacos, croatas e alemães.

TEMPOS DE AVENTURA 2017 CAPACITAM 211 JOVENS

Tempos de Aventura 2017 participantes

Entre Junho e Julho foram 211 os jovens que estiveram envolvidos na Escola de Verão “Tempos de Aventura 2017”, numa organização da PASEC em parceria com o Projeto Eurobairro do Programa Escolhas, o Programa Acompanhar do Município de Famalicão, Agrupamentos de Escolas Dona Maria II, AE Camilo Castelo Branco, Escola Profissional CIOR, Escola Profissional Bento Jesus Caraça e AE Don Sancho I.

Durante cinco semanas, 211 jovens, divididos por quatro polos, tiveram a oportunidade de se envolverem num programa pedagógico de capacitação orientado para a promoção das competências de liderança, comunicação, trabalho grupal, solidariedade e tomadas de decisão. Dos 6 aos 19 anos, os trabalhos estiveram divididos entre a Casa das Ideias em Santiago de Antas, o Centro Animateca no Complexo de Habitação Social das Lameiras, a Escola Básica de Meães e o Centro de Educação Não Formal da PASEC.

Das mais de duas centenas de jovens envolvidos, mais de metade foram jovens em risco de exclusão devido ao risco de abandono escolar, devido à sua situação de pobreza ou devido à sua realidade sociocultural. As atividades incluíram uma forte componente recreativa com idas à piscina, visitas culturais, desporto aventura e workshops práticos. Os participantes puderam experimentar várias profissões, desenvolver e produzir peças teatrais e expressão corporal, organizar eventos para os encarregados de educação e interagir com várias personalidades políticas e sociais. Dos 211 envolvidos, 57 foram do ensino secundário que assumiram a responsabilidade de tutores e facilitadores dos grupos de trabalhos mais jovens. Os restantes participantes foram na sua maioria dos 2º e 3º ciclos de ensino de todas as escolas do concelho. 

No encerramento dos Tempos de Aventura 2017, o Vereador da Educação e Empreendedorismo, Leonel Rocha, perante dezenas de pais e jovens participantes, manifestou o seu entusiamos pelo envolvimento ativo dos jovens na dinamização das atividades promovidas e pela capacidade de envolver todos os jovens independentemente da idade, origem ou capacidade económica.